Uni duni Ler Todas as Letras é um projeto de incentivo à leitura voltado, principalmente, para bebês, idosos, pessoas com necessidades especiais, hospitalizadas ou em situação de vulnerabilidade social. Realiza, desde 2013, leituras públicas, rodas de histórias e cantigas, leituras sensoriais, formação de mediadores de leitura sempre com a participação de escritores, ilustradores, mediadores de leitura, contadores de história. e músicos, que numa caravana poética, itineram por creches, asilos, hospitais e abrigos, livros, afetos, muitos versos e muita prosa!


1 comentário

Quanto tempo tem?

O tempo é uma verdade relativa. Ele passa. É verdade. Passa rápido demais quando a gente quer que ele pare. E para, quando a gente tem pressa. Ele vai longe, quando a cabeça vai ficando branquinha. Mas volta. Na memória. No coração, ele não manda nada. Porque lá no fundo, a infância é vívida, mesmo pra quem já passou dos 70.

É assim com o grupo de idosos do Ativar Terceira Idade.  Eles participaram nesta quinta-feira, 12, do Acordar infâncias: Leitura Partilhada com idosos, evento do V Festival Itinerante de Leitura, no Salão de Festas do Condomínio Jardim Botânico VI.

Juntando os retalhos das lembranças daquele tempo tão saudoso, eles costuraram o tempo numa grande colcha de sentimentos. Para aquecer o frio do corpo cansado e para ser pano de brincar também.

Anúncios


1 comentário

Da educação à revolução pelas mãos dos jovens

 

Crianças não. Faz um tempinho já. Mas a literatura que era dos pequenos serviu muito bem para a juventude consciente do Gama. As mentes ativas, a racionalidade curiosa e a atitude de gente pensante do Centro de Educação Fundamental 15 mostram que a educação é a mais poderosa ferramenta de revolução da sociedade. Quebra os paradigmas, reverte a ordem social e prova que o que falta é oportunidade.

Na tarde de hoje, cerca de trinta jovens dessa escola puderam experimentar a leitura de uma forma diferente: falaram de coisa séria, como assédio; mas também passearam pelos contos de fadas, mergulharam no imaginário dos livros; leram segredos escondidos Atrás do Olho Fechado da Alessandra Roscoe e brincaram como crianças que não são mais tocando a campainha da casa do Tino Freitas. E o melhor: todos saíram do encontro com dois livros para chamarem de seus e autografados pelos escritores.

Que essa oportunidade seja bem aproveitada e que a experiência tenha plantado uma semente de revolução nas cabecinhas geniosas dessa galera.


1 comentário

Com pipas e memórias, está aberto o V Festival Itinerante de Leitura

Tá sentindo? Consegue notar? Tem poesia no ar! Poesia que voa. Voa como pipa. Voa na pipa. É a pipa poética. Uma, duas, três, várias! Empinadas pelas mãos das crianças e adolescentes de São Sebastião, elas ganharam os céus da capital para abrir, com alegria e cor, o V Festival Itinerante de Leitura. Pelos poderes investidos ao Uni Duni Ler Todas as Letras, está declarada aberta hoje (18) mais uma temporada de sorrisos, lágrimas, memórias, cantigas, histórias e diversão.

O evento inaugural, no Centro de Convivência de Idosos de São Sebastião começou pela Formação em Leitura Afetiva para a Terceira Idade, com alunas do curso de Viveiricultura, do Instituto Federal de Brasília e para o público em geral. Elas aprenderam, com Alessandra Roscoe, a puxar o fio da memória e desnovelar lembranças escondidas na Caixinha de Guardar o Tempo.

Pouco a pouco elas saíram e, como as pipas, voaram para fora dos corações, explodiram pelos olhos e pelas bocas em gargalhadas e soluços. Saiu cheiro de bolo, perfume de mãe, sabor de algodão doce, de canjica, de estripolia da meninice de quem pulava em montanhas de algodão. E tudo que estava dentro partiu pro céu.


Deixe um comentário

Na sombra de uma mangueira coube o mundo inteiro

A chuva candanga deu uma trégua e como eram quase cem crianças que teriam que se dividir em dois momentos, resolvemos aproveitar a frondosa sombra da mangueira para ler e brincar de ler na última ação Uniduniler todas as letras pelo IV Festival Itinerante de leitura! E foi uma delícia!

A creche Casa da Mãe Preta, no Núcleo Bandeirante, atende crianças de zero a quatro anos de idade em período integral. Alí, em baixo da mangueira, teve música, história e muita brincadeira! Teve leitura com todos os sentidos em alerta, como a turma da primeira infância adora: com cheiros, texturas, sons e até gostinho de quero mais! Na sombra da mangueira coube riso, coube dança, coube canto, coube óculos imaginário com superpoderes de enxergar corações e pensamentos, coube grito de espantar medo e até segredo soprado direto para o coração! Teve segredo sussurrado no ouvido depois da leitura divertida do livro que conta outra história daquele famoso minhoco, que beija uma minhoca do lado errado. O livro O Minhoco Apaixonado, escrito por Alessandra Roscoe, ilustrado por Luciana Fernandez e publicado pela Editora Canguru, mostra que o tal minhoco nunca foi louco, era só míope um pouco! A Maria Luiza de 3 anos, única entre as crianças a usar óculos, toda sorridente ao final da leitura contou que antes de “ler” o livro tinha vergonha dos seus óculos, mas que o dela era mais bonito que o do minhoco e a fazia enxergar até dentro dos amigos! Na hora, todos improvisaram óculos com as mãozinhas diante dos olhos e só a pequena Malu tinha os seus de verdade, cor de rosa e de tudo o que a imaginação pintar!

E falando em imaginar… Nem precisou pó de pirlimpimpim pra viajar com essa meninada! Foram tantos lugares visitados dentro e fora dos livros! Na sombra da mangueira coube mesmo o mundo inteiro, só o que não cabe em nós é a alegria de encerrar assim a programação do IV Festival Itinerante de Leitura!


Deixe um comentário

Crianças do projeto Promovida recebem a visita do Festival Itinerante de Leitura

 

Mais de 200 crianças com idades entre 6 e 14 anos atendidas pela Ação Social Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Promovida) encontraram pessoalmente a autora de várias histórias conhecidas. Alessandra Roscoe foi até lá para levar a IV edição do Festival Itinerante de Leitura e teve a grata surpresa de perceber que os pequenos leitores já eram íntimos do Jacaré Bilé, do Minhoco Apaixonado, do Boi Casamenteiro e da Fada Emburrada.

Apesar do susto com a história dos terríveis e temíveis graminhas, a molecada se divertiu a valer com as canções, brincadeiras e juramentos para se lembrarem sempre de na hora de brincar, brincar; na hora de estudar, brincar; e na hora de ir dormir, pedir sempre “só mais um pouquinho”.

Agradeceram com uma bela homenagem também em forma de canção a tão esperada visita. Uma tarde memorável para todos.


Deixe um comentário

Uniduniler é destaque internacional de projeto literário

escola 12

Recentemente, o projeto Uniduniler foi selecionado pelo CERLALC – Centro Regional para el Fomento del Libro en America Latina y el Caribe como iniciativa exemplar na promoção do hábito da leitura.

O texto de reconhecimento ressalta as ações do Festival Itinerante de Leitura em suas quatro edições e todas as crianças, adultos e idosos, num total de mais de seis mil pessoas atendidas diretamente.

Em homenagem ao projeto, divulgaram em sua página o seguinte vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=bzQyniIOfIA&amp=&feature=youtu.be&amp=&app=desktop

Muito obrigada, CERLALC! Vamos continuar levando a leitura para todos os cantos do Brasil com muito amor!